sexta-feira, março 09, 2007

Abel Carlevaro - 4 Cadernos


É com muito júbilo e álecre sorriso que venho até meus nobilíssimos e estimados amigos, disponibilizar-lhes os famigerados 4 cadernos de Abel Carlevaro. Pois é. Após muitas e incontáveis dificuldades, conseguimos achar pela net tais cadernos e agora, com a ajuda de alguns amigos, trago-os até vós. Contudo, não posso antes deixar de citar aqui os nomes de tão insignes e agudos seres, que preocupam-se tanto quanto esse que vos fala em ajudar a difundir a escola erudita do violão: o eminente Jorge Olmar, o grande e agudo “Chiquinho” e a absolutamente deífica Laeticia Maris.

Pois bem. Abel Carlevaro tem, para o violão erudito, uma importância desmesurada. Afinal, foi ele que, observando as técnicas do grande mestre Segóvia, desenvolveu toda uma metodologia de ensino e um tão apurado e arguto senso didático que, atualmente, a imensa maioria dos violonistas ao redor do globo segue. Em verdade, a técnica de Carlevaro, bem como suas assertivas sobre a parte mecânica do instrumento e sobre postura e toda a parte fisiológica do instrumentista, são de tal sagacidade que, arrisco-me a dizer, todo bom violonista que queira e almeje desenvolver-se no instrumento, deve estudá-lo.

Esses cadernos são, em verdade, um complemento prático à toda a teoria exposta no interessantíssimo e indispensável livro: “Escuela de la Guitarra - Exposición de la Teoria Instrumental”. Levo-me a crer que, mais importante e imprescindível do que tais cadernos é esse livro. Afinal, toda a teoria, toda a, por assim dizer, “escola carlevariana” está lá condensada.

Disse mais acima que Carlevaro, na qualidade de aluno do grande Segóvia, aspergiu algo da técnica desse magnífico violonista e, assim, desenvolveu sua “escola”. Para não correr o risco de ser reducionista, tampouco levar puxões de orelhas de professores que porventura possam estar a ler isto, digo o seguinte: Segóvia, como todos sabemos, não foi um professor no sentido lato, afinal, era ele um autodidata. Toda a sua técnica proveio de uma aguda intuição aliada à percepção inteligente da sonoridade do violão juntamente com um trabalho muito disciplinado e objetivo. Durante a guerra civil que acometeu a Espanha no início do século passado, Segóvia veio a refugiar-se no Uruguai, terra do bom Carlevaro. Aí, Abel (perdoem-me a intimidade, hehe) que não era bobo nem nada, foi ter com Segóvia, a fim de apreender alguns de seus infinitos bons apanágios. Carlevaro observou cada movimento de ambas as mãos, do “bom velho”, bem como sua postura. Reformulou, então, e realizou experiências em si mesmo até encontrar seu ponto de equilíbrio entre movimentação e música. Assim é que nasce a “escola Carlevariana”.

Cada gesto tem um significado musical dentro de um relaxamento controlado, o que proporciona uma economia de energia com um maior resultado e, truisticamente, um menor esforço. O ato de tocar é tal qual um balé: a arquitetura de todos os movimentos pré-elaborados, formando um plano perfeito que é absorvido pela memória muscular. Carlevaro nos legou sua preexcelente técnica e ao usá-la percorremos um caminho menor para um determinado resultado. Tal qual Tárrega, ele nos legou seu método e composições que fazem, obrigatoriamente, parte da pedagogia atual para o violão. A grande e desmedida contribuição de Carlevaro para a escola violonística, mais especificamente em sua técnica, foi incutir a idéia nos alunos, professores e violonistas que o trabalho de técnica deve deixar de ser um trabalho de repetição para ser um de reflexão.

Enfim. Quero crer que já me estendi demasiadamente. Procurem o bom livro: “Escuela de la Guitarra - Exposición de la Teoria Instrumental”. Vale ainda mais à pena do que tais cadernos.

E atentem para o fato de que não se deve estudar sozinho tais cadernos, pois, senão, não surtirão efeito algum. Afinal, eles não foram elaborados para que se faça um simples trabalho de repetição, mas sim, para que, juntamente com o seu professor, possas chegar no âmago de suas dificuldades técnicas, podendo entendê-las e superá-las. Por isso a imprescindibilidade de um mestre: somente ele poderá ver em que aspectos têm mais dificuldades e lhe indicar os melhores caminhos.

Dêem uma olhada aqui, para um breve arrazoado sobre Carlevaro.

Eis os cadernos:
CADERNOS 1, 2 & 3 ; CADERNO 4.
Também deixo aqui os bons "Prelúdios Americanos" de Carlevaro. A qualidade das pautas não é das melhores, mas creio que os nobilíssimos amigos conseguirão compreende-las e executá-las, sem maiores problemas. Ei-los aqui: PRELÚDIOS AMERICANOS.

Marcadores:

25 Comments:

Anonymous Anônimo said...

qual é o autor de Escuela de la Guitarra - Exposición de la Teoria Instrumental e onde eu posso encontra-lo?

8:29 AM  
Anonymous Anônimo said...

Parabéns pelo site

9:33 AM  
Blogger Helder Bello said...

Tal excelente livro é, trusticamente, de Abel Carlevaro.

Enfim...


Abraços.

11:42 AM  
Anonymous Junio Rodrigues said...

Putz kra, num acredito! Os cadernos do Carlevaro! Meu, já passou muito da hora de eu lhe dizer um imenso PARABENS por esse Blog! Continue com esse trabalho maravilhoso! Parabéns!

3:31 PM  
Anonymous laeticia said...

Helder, como sempre, fazendo milhares de crianças felizes. Obrigada pelos links excelentes e pela lembrança! =:)

8:59 PM  
Blogger Rafael said...

Estão em português?

4:24 PM  
Anonymous Bruno said...

O Cuaderno no. 1 só tem 12 páginas? Tem certeza?

11:03 PM  
Blogger Helder Bello said...

Rafael

Entonces. Os famigerados e excelentes cadernos de Carlevaro, infelizmente, não possuem tradução para o nosso idioma. Há alguns anos, uma editora tentou fazer (ou fez, não tenho certeza) uma tentativa de tradução. Mas, segundo eu me lembre, não concretizaram tal fato.

Enfim. Aí, encontra-los-á somente nos idiomas Inglês, Espanhol, Italiano, Chinês e alguns outros. O presente está em Espanhol e Inglês.

Abraços.

10:29 AM  
Blogger Helder Bello said...

Bruno

O caderno 1 é remete às escalas maiores e menores. Como não existem muitas escalas, o número de páginas é até um tanto grande para tratar somente de tal assunto, hehe.

Mas sim. São somente 12 páginas mesmo. Todos os cadernos estão completos. Afinal, são cópias (colhidas na internet) escaneadas dos cadernos originais.

Abraços.

10:31 AM  
Anonymous João Rabelo said...

Caro Helder,
Foi com grande satisfação que encontrei seu blog. Um verdadeiro presente para os amantes da 'guitarra'. Grande abraço

5:40 PM  
Anonymous Anônimo said...

Não estou conseguindo baixar os Cadernos. É preciso ter algum programa específico? Se é, qual seria e com o faço para baixá-lo no meu computador.

Joel Elias

5:10 PM  
Blogger Helder Bello said...

Joel.

Para baixar os cadernos, siga os passos de tal link: http://www.mp4playerss.com/tutorial.htm#Baixando_no_4shared:

Ademais, é preciso ter o Adobe Acrobat Reader para ter acesso aos cadernos. Pode baixá-lo aqui: http://www.adobe.com/products/acrobat/readstep2.html

Amplexos!

6:43 PM  
Blogger renato said...

muito obrigado!!

8:06 AM  
Anonymous Anônimo said...

Cadernos 3 e 4 corronpidos
Prezado Helder.
Baixei os cadernos de Abel Carlevaro, mas infelizmente, os cadernos 3 e 4 estão com os arquivos corrompidos, ou seja, não conseguí extrair o conteudo deles. Por gentileza, poderia reenviar os arquivos para o servidor, ou então, faria a gentileza de me enviar por e-mail: enderecodolucas[at]hotmail.com.
Muito obrigado.

8:48 PM  
Blogger Helder Bello said...

Irei repostar os estupendos cadernos de Carlevaro, caro e estimado amigo.

Mandá-los-ei em seu mail. Agradeço pelo aviso!

Amplexos!

6:38 PM  
Anonymous Anônimo said...

Cadernos 3 e 4 perfeitos
Prezado Helder.
Obrigado por repostar os cadernos de Carlevaro. Baixei e abri todos sem problemas.
Um grande abraço,

Lucas.

4:47 PM  
Anonymous Anônimo said...

não acreditei quando vi esse cadernos aqui! Você é demais! Adorei o blog! :)

10:29 AM  
Anonymous Elias said...

Obrigadão! :)

7:57 AM  
Anonymous Leila F. said...

Oi gente, preciso de uma ajuda. Tentei fazer o download dos cadernos do Carlevaro e para a minha supresa o que saiu foi uma página do Microsoft Picture Manager com fotos indecentes! Eu não sei a que se deve isso pois vejo que outras pessoas puderam ter acesso a esses cadernos. Obrigada pela ajuda. Leila.

12:07 PM  
Anonymous antonio said...

Prezado Helder.
Baixei os cadernos de Abel Carlevaro, mas infelizmente, os cadernos 3 esta com os arquivos corrompidos, ou seja, não conseguí extrair o conteudo deles. Por gentileza, poderia reenviar os arquivos para o servidor, ou então, faria a gentileza de me enviar por e-mail: email+ tonnze@gmail.com
Muito obrigado.

9:26 AM  
Blogger Blog do Gersônico said...

É muito bom encontrar pessoas que compartilham arquivos preciosos como estes livros do Carlevaro. Eu também gosto muito de compartilhar, tenho muito material para acordeon, métodos, partituras e inúmeros links para os que se interessarem pelo assunto. Está tudo no meu site: http://sites.google.com/site/gersonico. Abraço!

7:01 PM  
Blogger sexy said...

成人漫畫,成人文學,成人遊戲,成人電影,成人論壇,成人,做愛,aio,情色小說,ut聊天室,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,尋夢園聊天室,080視訊聊天室,免費視訊聊天,哈啦聊天室,視訊聊天,080聊天室,080苗栗人聊天室,6k聊天室,視訊聊天室,成人聊天室,中部人聊天室,免費視訊,視訊交友,視訊美女,視訊做愛,正妹牆,美女交友,玩美女人,美女,美女寫真,美女遊戲,hi5,hilive,hi5 tv,a383,微風論壇,微風,伊莉,伊莉討論區,伊莉論壇,sogo論壇,台灣論壇,plus論壇,plus,痴漢論壇,維克斯論壇,情色論壇,性愛,性感影片,校園正妹牆,正妹,AV,AV女優,SEX,走光,a片,a片免費看,A漫,h漫,成人漫畫,免費A片,色情網站,色情遊戲,情色文學,麗的色遊戲,色情,色情影片,同志色教館,色色網,色遊戲,自拍,本土自拍,kk俱樂部,後宮電影院,後宮電影,85cc免費影城,85cc免費影片,免費影片

1:11 PM  
Blogger ciNthia raqueL said...

obrigada por disponiblizar gratuitamente obras tão essenciais!

5:04 PM  
Blogger mauriciomm said...

Boa tarde.

Falando no gênio em questão; saberi me indicar onde adquiro a seguite obra:

CARLEVARO, Abel. Escuela de guitarra. Exposición de la teoria instrumental. Buenos Aires: Barry Editorial.

Tenho procurado a muito, entretanto não consigo achar, se tiver alguma informação quanto ao paradeiro da obra, agradeço muito.

Meu contato é mauriciommcorea@gmail.com

Desde já agradeço.

Abraços

11:02 AM  
Blogger MusiCleiton said...

Infelizmente todos os livros estão corrompidos. Agradeço muito se puder enviar para o meu E-mail. cleitongalileuguitar@hotmail.com

8:30 PM  

Postar um comentário

<< Home